Seg. a Sex. 7h-18h
Sab. 7h-12:30
Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

28/02/2020

Defeitos na Pintura e Suas Soluções

 

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Trincas na Supefície

De modo geral, são causadas por movimentos da estrutura. Para corrigir, recomenda-se abrir a trinca com ferramenta específica para este fim ou esmerilhadeira elétrica, resultando numa abertura com perfil em “V”, escovar/eliminar a poeira, aplicar uma demão de fundo preparador de paredes, aplicar selante acrílico, e repassar cerca de 24 horas depois da primeira aplicação. Sobre a trinca já vedada, aplicar uma demão de impermeabilizante diluído com cerca de 10% de água. Aguardar a secagem inicial e estender uma tela de poliéster de aproximadamente 20 cm de largura, fixando-a com uma nova demão de impermeabilizante (igualmente diluído) e aplicar acabamento (tinta).

 

Bolhas em Pintura

Em paredes externas, geralmente são causadas pelo uso da massa corrida, produto indicado apenas para superfícies internas. Neste caso, a massa corrida deve ser removida, aplicando-se em seguida uma demão de fundo preparador de paredes. Depois, corrigir as imperfeições com massa acrílica e aplicar acabamento.

Em paredes internas, podem ocorrer quando, após o lixamento da massa corrida, a poeira não foi eliminada ou quando a tinta não foi devidamente diluída. A correção deve ser feita com a remoção (raspagem) das partes afetadas. Isto feito recomenda-se aplicar uma demão de fundo preparador de paredes, corrigir as imperfeições com massa corrida e aplicar acabamento. Mais um caso de formação de bolhas acontece quando a nova tinta aplicada umedece a película de tinta anterior (de qualidade inferior), causando a sua dilatação.

Outra causa é a existência de umidade (infiltração) e a mesma ao se evaporar, busca uma saída causando as bolhas. Para corrigir, recomenda-se raspar as partes afetadas, aplicar uma demão de fundo preparador de paredes, retocar a superfície com massa acrílica (reboco externo) ou massa corrida (reboco interno) e aplicar acabamento.

 

Descascamentos em Alvenaria

O descascamento da tinta pode acontecer quando a pintura for executada sobre caiação, sem que se tenha preparado a superfície. A aderência da cal sobre a superfície não é boa, constituindo camada cheia de pó. Portanto, qualquer tinta aplicada sobre caiação está sujeita a descascar-se rapidamente. Para que isso não ocorra, antes de pintar sobre caiação, elimine as partes soltas ou mal aderidas, raspando ou escovando a superfície. Depois, aplique uma demão de fundo preparador de paredes. O descascamento da tinta também pode ocorrer quando, na primeira pintura sobre reboco, a primeira demão não foi bem diluída, ou havia excesso de poeira na superfície. Neste caso, lembramos que, quando se desejar aplicar a tinta diretamente sobre o reboco, a primeira demão deve ser bem diluída. Para corrigir o descascamento recomenda-se raspar ou escovar a superfície até a remoção total das partes soltas ou mal aderidas. Em seguida deve-se aplicar uma demão de fundo preparador de paredes e aplicar o acabamento.

 

 

Desagregamento

Caracteriza-se pela destruição da pintura, que se esfarela, destacando-se da superfície juntamente com partes do reboco. Este problema ocorre quando a tinta foi aplicada antes que o reboco estivesse curado. Portanto, antes de pintar um reboco novo, deve-se aguardar cerca de 28 dias para que o mesmo esteja curado. Para corrigir o desagregamento, deve-se raspar as partes soltas, corrigir as imperfeições profundas com reboco e aplicar uma demão de fundo preparador de paredes e aplicar acabamento.

 

Eflorescência

São manchas esbranquiçadas que surgem na superfície pintada. Isto acontece quando a tinta foi aplicada sobre o reboco úmido. A secagem do reboco dá-se pela eliminação de água sob a forma de vapor, que arrasta materiais alcalinos solúveis do interior para a superfície pintada, onde se deposita, causando a mancha. A eflorescência pode acontecer, também, em superfícies de cimento-amianto, concreto, tijolo, etc.

Para evitar esse inconveniente, basta que se tenha o cuidado de aguardar a secagem de superfície antes de aplicar a tinta. Para corrigir a eflorescência, deve-se aguardar a secagem da superfície, eliminar eventuais infiltrações, aplicar uma demão de fundo preparador de paredes e aplicar acabamento. Lembramos que havendo vazamentos ou infiltrações de água, o fenômeno da Eflorescência pode ocorrer mesmo após a cura completa do reboco, portanto deve-se observar atentamente à existência ou não de vazamentos.

 

Crateras

Este problema ocorre devido à presença de óleo, graxa ou água na superfície a ser pintada, e também quando a tinta é diluída com materiais não recomendados como gasolina, querosene, etc. Para corrigir, recomenda-se:

- Remover toda a tinta aplicada através de espátula e/ou escova de aço e remove-dor apropriado.
- Limpar toda a superfície com AGUARRÁS, a fim de eliminar vestígios de removedor. Deixar secar e pintar.

 

Manchas Provenientes de Mofo

São manchas que aparecem normalmente sobre a superfície, e por se tratar de um grupo de seres vivos se proliferam em condições de clima favoráveis, como em ambientes úmidos, mal ventilados ou mal iluminados. Para corrigir, recomenda-se:

- Lavar toda a área afetada com escova de nylon ou pano e uma solução de água e hipoclorito de sódio (cloro) na proporção de 1:1 (esta solução pode ser substituída por água sanitária).

- Deixar a solução agir por aproximadamente 15 minutos.

- Lavar com água a fim de eliminar vestígios de cloro.

- Deixar secar e repintar

 

Baixa Lavabilidade

A baixa lavabilidade pode existir devido ao número de demãos ser insuficiente ou se o intervalo entre elas for muito curto. Isto deixa a película fraca, saindo com facilidade na limpeza.

A diluição além da especificada na embalagem também diminui a lavabilidade da tinta, pois a película formada pela tinta se torna fraca. A solução para este problema é aplicar uma demão geral respeitando o intervalo e diluir corretamente conforme indicado na embalagem.

Lembramos que quanto maior for a diluição da tinta, maior será o seu rendimento, porém menor será a sua resistência e cobertura.

 

Cobertura Insuficiente

A causa principal é a diluição excessiva da tinta o que torna a espessura do filme inferior a ideal. Para corrigir tal problema basta adicionar tinta não diluída.

Para evitar este problema, basta seguir as recomendações contidas na embalagem. A não homogeneização adequada da tinta na embalagem também pode causar uma cobertura deficiente na aplicação, já que os pigmentos tendem a assentar.

Por fim, superfícies muito absorventes e não seladas podem também causar o problema em questão.

 

Escorrimento

Diluição excessiva e utilização de solventes são razões para que a tinta escorra, por isso, devem ser evitados.

A adequada diluição encontra-se na embalagem do produto.

 

Dificuldades de Aplicação

A tinta pode se tornar "pesada" na aplicação se não for diluída suficientemente, pois a mesma possui a sua viscosidade característica.

A solução deste problema é a correta diluição do produto, informações estas contidas na embalagem.

 

Secagem Retardada

Pode ser causada pelo ambiente úmido ou de temperatura muito baixa, camada excessiva de tinta ou utilização de solventes não recomendados impedindo que o solvente evapore.

A solução para este problema é evitar a pintura em dias chuvosos ou muito frios (abaixo de 10°C).

A não preparação correta da superfície pode deixar contaminantes na tinta, que causam também esse problema.

 

Desbotamento da Cor

Cores muito intensas ou saturadas de corante, diluição excessiva ou número insuficiente de demãos, pode provocar o desgaste natural do produto devido ao tempo de exposição às intempéries.

Desta forma, recomendamos refazer a aplicação com 2 ou 3 demão respeitando a diluição e instruções de aplicação expressas na embalagem.

 

Manchas Amareladas em Paredes e Tetos

Tais manchas são provenientes de gorduras, óleo, fumaça de cigarro (nicotina) ou poluição. Aqui, recomendamos lavar a superfície com uma solução de água e detergente à base de amoníaco, deixar secar e repintar a superfície.

Lembramos que pinturas sobre gesso requerem alguns cuidados. Se o gesso for o cartonado (com papel em sua composição) o mesmo deve receber uma demão de selador para gesso ou fundo preparador de paredes, pois o papel existente no meio do gesso amarela com o tempo e aplicando um destes dois produtos citados, o amarelamento é evitado.

 

Marcas de Água Decorrentes de Chuva

Tais marcas ocorrem quando chove logo após a aplicação da tinta, sem que a mesma tenha secado por completo.

Para eliminar tais marcas, basta molhar a parede como um todo com uma mangueira.

 

Importância do Rufo

A ausência de rufo permite grande passagem de água para a parede causando uma série de problemas tais como mofo, descascamento, bolhas etc. Nas fotos abaixo, encontramos uma parede sem o rufo (veja todo o mofo existente) e uma outra parede com rufo.

Parede sem rufo

Parede com rufo

 

Fonte: Maggicor

Central de Atendimento

(34) 3312-4927
(34) 99791-9115
De segunda à sexta das 7:00 às 18:00
Aos sábados das 7:00 às 12:30
moradia.contato@gmail.com

Formas de Pagamento

  • VisaMastercardEloAmerican ExpressHipercardDiners ClubAuraBoleto

Compra segura

  • Google Safe
  • Loja Protegida

Preços válidos somente para compras na internet, não valendo para nossa loja física.
2020 Moradia Comércio e Indústria de Materiais de Construção Ltda – CNPJ: 00.784.933/0001-17 – Rua Ten-Cel. José da Silva Carmo, 144 - Uberaba - MG